Microsoft - coletiva Comitê olímpico do Brasil

Anúncio aconteceu na sede da Microsoft, na Zona Sul de São Paulo (Foto: Felipe Domingues)

Fábio Suzuki e Felipe Domingues
29/03/2016
20:26
São Paulo (SP)

A Microsoft realizou nesta terça-feira um evento em São Paulo (SP) para anunciar a criação de uma plataforma para financiamento coletivo de projetos sociais olímpicos e paralímpicos, em parceria com o Comitê Olímpico do Brasil (COB) e o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). A multinacional americana inaugurou um site (www.coletivodoesporte.com.br) para coletar doações a, até o momento, seis instituições.

Os projetos "Mar de Oportunidades", do iatista Torben Grael, "Basquete e Cidadania", da ex-jogadora de basquete Janeth, "Correndo pelo Mundo", do ex-maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima, "União de Esporte, Valores e Muita Alegria", do treinador de vôlei Bernardinho, "Atletas Inteligentes", da ex-atleta do vôlei de praia Jackie Silva, e "Novo Futuro Campeão", do ex-velocista Robson Caetano foram os selecionados.

Até o momento, apenas esses seis projetos podem receber doações por meio do site, mas há projetos de outros quatro ex-atletas e técnicos "na mira" da nova plataforma: os institutos do ex-judoca Flávio Canto, do ex-tenista Gustavo Kuerten, da ex-ginasta Laís Souza, e da treinadora da ginástica artística Georgette Vidor.

Além dos projetos olímpicos, a plataforma também receberá espaço para doações em instituições que apoiem o esporte paralímpico. O CPB, inclusive, já estuda quais instituições irá incluir na iniciativa, mas confirma que o número deve girar em torno de dez.

Uma das novidades do projeto é a possibilidade de doar utilizando seu imposto de renda. Nas declarações de pessoas físicas, por exemplo, o mesmo valor doado é deduzido do imposto a pagar (até 6% do total) no ano fiscal seguinte. Para pessoas jurídicas, a alíquota é de 1%.