Botafogo - Papelex (Imagem: Reprodução/Twitter/Botafogo)

Botafogo - Papelex (Imagem: Reprodução/Twitter/Botafogo)

O Negócio é Esporte
28/03/2016
17:02
Rio de Janeiro

A crise alimenta a incidência dos patrocínios pontuais no uniforme, considerados por vários especialistas de marketing paliativos e que expõe a falta de amadurecimento ainda dos clubes brasileiros na formatação e captação de investimentos. Polêmicas à parte, o Botafogo fechou um patrocínio deste tipo com a Papelex, para as partidas contra o Vasco e Volta Redonda. Sem um patrocinador máster desde o rompimento com a Viton 44, em abril do ano passado, o Botafogo negocia acordos pontuais com empresas como Netshoes, Ricardo Eletro, 99Taxis e Casa&Video. No entanto, segundo a consultoria Interbrand, especializada em identidade e gestão de marca, essa prática é ineficaz. Um estudo feito pela empresa aponta que 54% desses esforços de patrocínio no esporte não geram lembrança no consumidor.

* Acompanhe notícias sobre marketing esportivo, em O Negócio é Esporte. No rádio, na web e no Diário Lance!