Emerson

Emerson está de volta ao time do Avaí (Foto: Divulgação)

RADAR/LANCE!
16/11/2015
12:47
Florianópolis (SC)

O Avaí terá uma verdadeira decisão na próxima quarta-feira, às 21h, no estádio da Ressacada contra o Joinville. No momento, o Leão é o primeiro time fora da zona de rebaixamento da Série A com 35 pontos, quatro a mais que o JEC, lanterna da competição.

Para vencer o confronto estadual, o time azurra terá um trunfo, o retorno de Emerson a defesa titular do Leão. Com o camisa 4 em campo, o Avaí tem um aproveitamento melhor e também sofreu menos gols no Brasileirão. Até o momento, Emerson atuou em 22 partidas e nesses compromissos o clube azurra teve sete vitórias, três empates e 12 derrotas, um aproveitamento de 36% dos pontos.

Além disso, o Avaí sofreu 34 gols nas partidas que Emerson esteve em campo (média de 1,54 tentos sofridos por jogo). O Leão sem Emerson atuou em 12 partidas obtendo duas vitórias, cinco empates e cinco derrotas num aproveitamento de 30% dos pontos e também teve a média de gols sofridos mais elevada com 21 gols (média de 1,75).

Ciente dos números, Emerson acredita que precisa melhorar o aproveitamento para manter o Avaí na Série A.

- Fico contente em saber que comigo em campo o time tens números mais positivos. Porém, estamos numa situação difícil, precisamos melhorar e acredito que vamos conseguir isso com os treinamentos que a gente tem feito recentemente”, ressaltou o zagueiro que tem fama de ser artilheiro.

No total, Emerson tem 181 jogos com a camisa azurra, sendo 11 deles contra o Joinville. O retrospecto diante do JEC é positivo com seis vitórias, dois empates e três derrotas. O defensor espera manter o bom desempenho para ajudar a afastar o Avaí do Z-4.

- Diante do Joinville tenho um bom retrospecto e isso é importante porque precisamos vencer de forma urgente nesse momento. Temos que ter muita dedicação e entrega. Só assim vamos vencer - afirmou o zagueiro.

A pausa de 10 dias no Brasileirão, em virtude das eliminatórias para Copa do Mundo, serviu para o Avaí fazer uma mudança na sua comissão técnica. Saiu Gilson Kleina e entrou Raul Cabral. Emerson elogiou o novo treinador.

- Estamos treinando bastante com a entrada do Raul. Temos que nos adaptar a filosofia de trabalho dele. É um técnico jovem e competente. Ele conhece bem o grupo e isso é importante para a essa reta final do campeonato - disse o zagueiro.