Henrique Gaede, candidato ao Conselho Deliberativo do Atlético-PR, conversa com policial antes do jogo com o Sport:(Foto: Reprodução/Twitter)

Henrique Gaede, candidato ao Conselho Deliberativo do Atlético-PR, conversa com policial antes do jogo com o Sport (Foto: Reprodução/Twitter)

RADAR/LANCE!
24/11/2015
15:27
Curitiba (PR)

O atual presidente do Conselho Administrativo do Atlético Paranaense, Mario Celso Petraglia, fez uma postagem polêmica em sua conta oficial no Twitter neste último domingo. O mandatário usou uma foto do candidato da oposição, Henrique Gaede, em uma situação atípica. Após a repercussão do caso, o postulante ao cargo do Conselho Deliberativo deu a sua versão.

- Apareço conversando com um policial, amistosamente. Isso tudo faz parte da política de destruição de imagem. A postura de um presidente é amar o clube que dirige, vestir a camisa de seu time. Mas não vão destruir a minha imagem - afirmou Henrique Gaede, candidato da chapa Atlético de Novo, ao jornal Gazeta do Povo (PR).

O conteúdo em questão foi compartilhado de um 'perfil fake' por Petraglia. Na foto, o atual presidente utilizou a legenda - Essa é a postura de um Presidente? Como vai representar e valorizar o nosso Atlético? - escreveu o candidato ao conselho deliberativo pela chapa CAPGigante.

O flagra aconteceu fora do estádio da Ilha do Retiro, em Recife (PE), onde o Furacão empatou com o Sport pela 36ª rodada do Brasileiro. Neste jogo, os times atuaram sem a presença da torcida, já que o Sport teve de cumprir pena imposta recentemente pelo STJD e jogar com os portões fechados. Gaede ainda confirmou que não tentou entrar no estádio.

- De jeito nenhum. Não pedi e nem pediria. Não queria causar um constrangimento. Não sou diretor, nem imprensa, poderia ocasionar um problema para o Atlético - completou.

O time do Atlético está tranquilo na reta final do Campeonato Brasileiro. A equipe é o 12º na tabela de classificação, com 48 pontos. Fora de campo, no entanto, vive momento agitado por conta da proximidade das próximas eleições. O Furacão confirmou para o dia 12 de dezembro a assembleia geral, que vai eleger a diretoria que irá comandar o clube nos próximos quatro anos e, para o dia 14, a reunião do Conselho Deliberativo, que nomeará os membros do Administrativo.