Diogo Giacomini, técnico interino do Atlético-MG (Foto: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG)

(Foto: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG)

LANCE!
26/11/2016
15:54
Belo Horizonte (MG)

Incumbido de treinar o Atlético-MG nas duas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro e na finalíssima da Copa do Brasil, Diogo Giacomini não sonha com uma efetivação no cargo, mesmo se obtiver êxito nas missões impostas pela diretoria.

Embora conte com o respaldo do presidente Daniel Nepomuceno, o técnico interino não cria expectativas sobre uma possível manutenção no cargo em 2017:

- Não crio expectativa (de ser efetivado) não por achar por não ter condições. Se a equipe for campeã e o presidente achar que posso ser um dos nomes, me sinto preparado. Estou focado no jogo, estudando os adversários e dando o melhor treino possível. Estou focado no trabalho com os jogadores e não nas consequências - comentou.

Horas após a demissão de Marcelo Oliveira, o mandatário do Galo se reuniu com Giacomini e fez elogios ao técnico das categorias de base:

- Falei (para o Diogo): ‘Olha, você tem total liberdade, tem a confiança’. Dar espaço para ele trabalhar, para conseguir avaliar uma equipe que ele já trabalhou ano passado e os novos contratados no ano ajudará muito o novo treinador. Até brinquei com ele: às vezes, com ele campeão, ganhando os três jogos aí, quem sabe ele consegue convencer a todos de que é um bom nome - disse.