Daniel Nepomuceno

Daniel Nepomuceno admite que pode perder Jemerson e Lucas Pratto (Bruno Cantini/CAM)

LANCE!
27/01/2016
14:54

O presidente do Atlético-MG, Daniel Nepomuceno, admite que está difícil segurar o zagueiro Jemerson e o atacante Lucas Pratto no clube. A intenção da diretoria alvinegra seria manter os dois jogadores até o fim da disputa da Copa Libertadores da América. No entanto, o dirigente afirma que existem propostas oficiais pelos jogadores e que a permanências deles neste momento não pode ser garantida.

- Como vazaram as propostas para Pratto e Jemerson, isso já se tornou público, existem sim dois clubes para os dois jogadores. Estamos fazendo de tudo para conseguir a venda, mas para que joguem a Libertadores. Como está chegando o fim do prazo, que é domingo, o clube tem que se pronunciar - afirmou Nepomuceno, em entrevista à Rádio Itatiaia.

Para o presidente do Atlético, dentre os dois jogadores, seria mais fácil ceder Jermerson ao futebol europeu, já que o clube contratou o zagueiro Erazo, que na opinião dele supriria bem a saída do atual titular.

- São propostas sérias de dois times de ponta que estão formulando essas ofertas para disputar a Champions League. É a proposta mais alta por um zagueiro, em termos de Brasil. Mas não estou confirmando o valor. Isso é uma questão interna do clube. Mas temos uma proposta oficial -afirmou Daniel Nepomuceno, lembrando que o clube teve dificuldades para contratar um centroavante para ocupar a vaga de Pratto:

- A diferença entre o Pratto e o Jemerson, é que nós conseguimos contratar um zagueiro de nível de Seleção, de alto nível, para contratar nesta janela. Em relação ao centroavante, a busca já foi mais difícil.

Recentemente, o Atlético-MG tentou a contratação do centroavante
Jonathan Calleri, que estava no Boca Juniors. O negócio chegou a ser dado como certo, mas o argentino acabou se transferindo para o São Paulo.