RADAR / LANCE!
01/12/2016
11:38
Belo Horizonte (MG)

A solidariedade do Atlético-MG à Chapecoense se estenderá ao Brasileirão. Em pronunciamento na manhã desta quinta-feira, o presidente do clube, Daniel Nepomuceno, garantiu que a equipe não entrará em campo para a última rodada da competição, transferida para o dia 11 de dezembro, devido à tragédia no avião que levava a delegação da equipe catarinense e jornalistas para Medellín.

- Vim aqui somente informar que o Atlético não irá jogar contra a Chapecoense, não irá para Chapecó jogar a ultima partida. A gente acredita no esporte, respeita a dor, não é o momento de cobrar de jogador nenhum a essência do esporte. Já comuniquei à CBF. Conversei com o presidente da CBF, Marco Polo (Del Nero), que concordou. Nessa partida, o Atlético não irá.


O mandatário do Galo ainda disse que a atitude é a mínima em relação à tragédia envolvendo a Chapecoense:

- Provavelmente, a maior punição (do Atlético-MG) é a perda dos três pontos. Isso não altera nada. É o mínimo que tem que ter pelos familiares, pela cidade e pelo país que está sofrendo com isso. Muito obrigado e bom dia a todos.

Em entrevista coletiva na quarta-feira, o presidente em exercício da Chape, Ivan Tozzo, disse que Marco Polo Del Nero manteve inicialmente a partida, e pediu uma "uma grande festa".