Domênico Bhering, diretor do Atlético-MG

Diretor de futebol do Atlético-MG não está contente com mudanças nas regras do Campeonato Mineiro (Foto: Bruno Cantini/Atlético)

LANCE!
31/10/2017
14:48
Belo Horizonte (MG)

Na última segunda-feira, a Federação Mineira de Futebol (FMF) aprovou a proposta de disputa de quartas de final no Campeonato Mineiro de 2018 durante uma reunião que contou com representantes dos 12 times que disputarão o torneio. O Atlético-MG foi um dos clubes que votou contra a modificação do formado da competição. Inclusive, o diretor de futebol do Galo, Domênico Bhering, afirmou que a alteração é um 'inegável retrocesso'.

- O Atlético, assim como o Cruzeiro e o América, discordou da mudança da fórmula. A fórmula de disputa do Campeonato Mineiro vinha sendo aplicada há anos, com sucesso, e elogiada por especialistas de todo o Brasil. Dessa maneira, entendemos que a decisão de modificá-la representou inegável retrocesso - declarou o dirigente.

A proposta apresentada pelos times do interior não agradou as equipes da capital mineira, que votaram contra. Com a modificação, oito dos 12 times que disputam o Campeonato Mineiro se classificarão para a disputa mata-mata. As regras anteriores determinavam que apenas quatro equipes avançassem. Os dois últimos classificados, que não chegarem às quartas, serão rebaixados ao Módulo II. A disputa da fase será realizada em jogo único e, caso as equipes empatem no tempo regulamentar, o semifinalista será definido nos pênaltis.

Um dos argumentos defendidos pelos times do interior se refere a possibilidade de aumentar a arrecadação de verba com a disputa de mais um jogo, mas o extensão do calendário, que tem início da competição para o dia 17 de fevereiro e a disputa final no dia 8 de abril, também gera um desconforto aos clubes que disputam outras competições. Apesar de compreender o ponto de vista dos times que são favoráveis as propostas, Domênico Bhering não deixa de discordar da mudança.

- Entendo os clubes do interior. Entendo que o aumento de uma data é ruim para o campeonato. Alguns presidentes de clube alegaram que o aumento de uma data é importante para o futebol do interior, mas eu não vejo como significativo o aumento de uma data, até porque quatro dessas equipes vão fazer jogos na casa do adversário - disse o diretor que continuou ao garantir que a modificação não interfere na programação do Galo - O aumento de uma data não muda em absolutamente nada no planejamento do Atlético.