Victor, do Atlético-MG (Foto: Fred Magno/ LANCE!Press)

Victor já foi campeão - e herói - da Libertadores com o Galo (Foto: Fred Magno/ LANCE!Press)

RADAR/LANCE!
10/05/2016
11:27
Belo Horizonte (MG)

No último domingo, o Atlético-MG não conseguiu triunfar diante do América-MG e, com isso, ficou sem o título do Campeonato Mineiro. Mas não há tempo para lamentações. Nesta quarta-feira, o Galo tem a difícil missão de encarar o São Paulo, às 21h45 (de Brasília), pelo jogo de ida das quartas de final da Libertadores.

Capitão do clube mineiro, o goleiro Victor ressaltou a força do Tricolor e afirmou que será necessário anular Ganso, que, para ele, é quem comanda as ações ofensivas da equipe de Edgardo Bauza.

- O São Paulo tem muita tradição e vem numa crescente. Não podemos deixar a equipe deles jogar e temos que tirar os espaços principalmente do Ganso, que vive grande fase, sabe ver o jogo na frente dos outros e, por isso, tem que ser olhado com respeito. É ele que faz o time jogar - frisou ao canal "ESPN Brasil". 

O arqueiro também comentou qual será a postura de sua equipe, que jogará fora de casa neste jogo de ida. Para ele, outro fator fundamental para levar uma boa vantagem para Minas será a manutenção da posse de bola.

- Temos que ser inteligentes e não podemos passar 90 minutos só marcando o São Paulo, que tem poder ofensivo. Vamos botar a bola no chão... Morumbi tem um ótimo gramado e nosso time sabe tocar a bola. O equilíbrio tático e emocional é muito importante - salientou.

Quando abordado se o vice-campeonato pode influenciar no duelo do Morumbi, Victor não titubeou e disse que o recente revés não deve pesar, até pelo falo dos jogadores do Galo estarem preparados emocionalmente para quarta.

- Não deve influenciar até porque fizemos um bom jogo contra o América-MG. A tristeza acabou ainda no vestiário. O torcedor reconheceu o esforço e aplaudiu a nossa equipe. Estamos com espírito para o jogo de quarta, que não é jogo que se joga apenas com a razão, mas também com o coração - finalizou.