Dátolo - Atlético-MG

Dátolo esteve em ação diante do Juventude, na última quarta (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

LANCE!
29/09/2016
21:43
Belo Horizonte (MG)

O apoiador Dátolo se pronunciou nesta quinta-feira, através da sua assessoria de imprensa, sobre os R$ 150 mil apreendidos com dois conterrâneos no Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim, o Galeão, no Rio de Janeiro, na última quarta. Ele confirmou ser o dono do dinheiro, mas garantiu que tal valor tem origem lícita e que o caso não passa de uma mal entendido.

Segundo o jogador do Galo, os dois argentinos que foram presos com o dinheiro, que não havia sido declarado à Receita Federal, antes do embarque para a Argentina, são seus amigo de infância e prestam serviços para ele. Ele ainda garantiu que prestará esclarecimentos às autoridades competentes.

A Polícia Federal informou que um dos presos tinha 21 registros de entradas e saídas do Brasil, sempre tendo a Argentina como origem ou destino. Caso eles sejam condenados, a pena máxima para o crime de evasão de divisas pode chegar a seis anos. A tendência é que Dátolo seja convocado para prestar depoimento sobre o caso em breve.

Confira a nota divulgada pelo jogador:

"Na noite de ontem, no aeroporto do Rio de Janeiro, houve um mal-entendido com dois amigos de infância, que me prestam diversos tipos de serviço.

Venho a público informar que a origem do dinheiro é lícita, proveniente do meu salário, e que os devidos esclarecimentos serão dados às autoridades competentes.

Sem mais,

Jesús Dátolo"