Atlético-MG x Sports Boys - BOL

Robinho comemora o gol do Atlético (Foto:Dudu Macedo/Fotoarena)

Rafael Bortoloti
13/04/2017
21:26
Belo Horizonte (MG) 

A combinação Libertadores, Atlético-MG e a sua torcida lotando o Independência costuma ser infalível.  Foi o que aconteceu nesta noite, quando o Galo virou para cima do Sports Boys, da Bolívia, e venceu por 5 a 2.  Robinho e Fred, quatro vezes, fizeram para o alvinegro.  Tenorio e Messidoro descontaram. 

Com o resultado, o Atlético assumiu a ponta do grupo 6, com quatro pontos, a mesma do Godoy Cruz. No entanto, os mineiros levam vantagem nos quesito gols pró(6 a 3) e saldo de gols( 3 a 1). Já o Boys está em último, com um ponto. 

A química começou a mostrar o seu poder logo aos 4.  Marcos Rocha  foi à linha de fundo e cruzou.  O goleiro Arias deu um tapa bizarro na bola e acabou deixando ela cair na cabeça de Robinho, que não perdoou: 1 a 0. 

O Galo ainda saboreava o gol quando o espanhol Capdevilla cruzou na medida para o equatoriano Tenorio empatar, em bela cabeçada, para os bolivianos.  A resposta veio em seguida, com nova cabeçada, essa de Fred, na rede pelo lado de fora. 

O time de Roger Machado sentiu o gol e ainda viu o próprio Tenorio chegar com perigo mais vezes.  Será que a magia seria quebrada? A apreensão cresceu ainda mais quando Luan, que vinha bem no jogo, com dores no joelho, saiu para a entrada de Cazares, aos 29.  Antes do intervalo, o torcedor ainda viu o rei da pedalada furar uma bicicleta.

Mais disposto, o Atlético voltou melhor no segundo tempo. Otero cobrou falta perigosa e no rebote, na pequena área, Fred isolou.  Mas os Boys que tiraram a igualdade do placar.  Aos 10,  Zampiery cruzou  para Messidoro, que nada tem a ver com o argentino do Barcelona, fazer mais um de cabeça no jogo.  No minuto seguinte, o comandante atleticano sacou Otero e pôs Rafael Moura, deixando o time com dois centroavantes. 

Ao contrário do que aconteceu no primeiro gol sofrido, o Atlético despertou e foi para cima. E a insistência deu certo.  Aos 26,  começou o show de Fred. Rafael  Carioca arriscou de longe, a bola desviou no atacante e entrou.

Era o gol do empate, que serviu para inflamar a torcida e conduzir ao gol da virada, também com o camisa 9. A bola sobrou para Elias, que tocou para Fred fazer o terceiro, aos 29.  Imediatamente depois, Roger tirou Robinho e pôs Danilo Barcelos para dar mais toque de bola ao meio-campo.

O quarto veio às portas dos acréscimos. O próprio Danilo cobrou  falta para dentro da área, e Fred fez outro de cabeça.  Ainda deu tempo do dono da noite, de fora da área,  fazer mais um e dar números finais: 5 a 2. É o 16° gol dele na temporada.