Jemerson (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

Jemerson (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

LANCE!
23/01/2016
15:32
Belo Horizonte (MG)

Lucas Pratto não é o único jogador do Atlético-MG que desperta interesse do futebol europeu. Além do atacante, Jemerson também aparece na mira de clubes do Velho Continente. A Juventus, da Itália, chegou a enviar uma proposta de 11,5 milhões de euros (R$ 50,8 milhões) por meio de Giuliano Bertolucci, um dos agentes do defensor, mas não agradou ao presidente Daniel Nepomuceno e, por isso, escutou uma resposta negativa.

Embora considere a proposta interessante do ponto de vista econômico, conforme apurado pelo LANCE!, o mandatário do Galo aceita se desfazer do jogador somente após a participação da equipe comandada por Diego Aguirre na atual edição da Copa Libertadores da América. A intenção é que o atleta dispute o torneio continental e seja negociado apenas durante a janela de transferências do verão europeu.

Titular absoluto do Atlético desde 2014, quando Réver se lesionou seriamente e Otamendi se mudou para a Espanha, onde defendeu o Valencia, Jemerson é considerado um dos pilares defensivos do time mineiro. Ele, inclusive, conta com o respaldo de Diego Aguirre, contratado no início deste ano para substituir Levir Culpi.

Questionado sobre o assédio à dupla Jemerson/Lucas Pratto, o técnico uruguaio fez as suas considerações, mas não escondeu que é possível perdê-los:

– Eu não estou pensando em situações que poderiam acontecer, penso no dia de hoje. Lucas Pratto e Jemerson estão conosco e estão trabalhando muito bem. Entenderia uma situação de vender algum jogador, é normal. Os clubes precisam vender quando chegam boas propostas. São jogadores fundamentais, espetaculares. Mas não vai ser a primeira vez que perderíamos um jogador para chegar outro. Estamos trabalhando possíveis nomes e situações para o futuro.