Clovis de Oliveira

Clóvis de Oliveira assume o comando do América (Foto: Raffa Tamburini / America Rio)

RADAR/LANCE!
01/04/2016
21:06
Rio de Janeiro (RJ)

Após o empate com o Bonsucesso nesta quinta, em jogo válido pela quarta rodada da Taça Rio, o comando técnico do America sofreu mudanças. Em uma reunião com a Diretoria do América, Ricardo Cruz e Nelson Rodrigues - Treinador e Coordenador Técnico do clube, respectivamente - entregaram seus cargos, tendo em vista os recentes resultados da equipe. Tendo o Rubro mais três jogos para disputar no certame, o Diretor Executivo de Futebol, Marco Antônio Teixeira, e o Presidente do America, Léo Almada, escolheram Clóvis de Oliveira para o cargo.

- Primeiramente cumprimento os torcedores do América e agradeço pelo apoio e confiança que estão depositando no meu trabalho. Evidentemente com uma participação fundamental do nosso Diretor Executivo, Marco Antônio Teixeira, e do nosso Presidente, Léo Almada, o que me deixa muito feliz e confiante de que faremos um bom trabalho. Como estou sempre estudando e observando, tive o prazer e a sorte de ver este time do América algumas vezes e isso vai ser um facilitador para o meu trabalho - disse o treinador, que trabalhou com Marco Antônio em 2004, quando foi auxiliar da Seleção Brasileira Feminina, medalhista de prata nas Olimpíadas.

Chegando para substituir o Campeão da Série B de 2015, Clóvis de Oliveira foi um dos responsáveis pelo primeiro acesso do Mecão. Trazido por Romário em 2009, o treinador montou a equipe que foi campeã da Série B daquele ano. Naquela oportunidade, sob seu comando, o América disputou 31 jogos e obteve 21 vitórias, cinco empates e apenas cinco derrotas - 73,11% de aproveitamento. No período os rubros marcaram 66 gols - média de 2,12 gols por jogo, sendo o ataque mais positivo do certame - e sofreram apenas 23 - 0,74 por partida.

- Participamos de um trabalho excepcional em 2009, que me deixam otimista e confiante. Mas futebol é resultado. A gente vai buscar o melhor para o América, melhores resultados. Espero que eles continuem e que os torcedores possam nos apoiar. Aproveito para pedir a presença deles em minha estreia, que lotem o Giulite Coutinho. Pois eles tem a mesma importância da Comissão Técnica e dos jogadores. Peço que tenham paciência, pois é um início de trabalho. Mas ressalto que nós temos consciência de que tem que haver esse resultado positivo do qual precisamos - comentou o novo comandante do América.


Aos 61 anos, Clóvis, que recentemente exerceu diversos cargos no Vasco durante a gestão de Roberto Dinamite, acumula passagens como treinador de Americano e Friburguense no Rio de Janeiro. Dentre alguns cargos de destaque também constam em seu currículo mais de 30 anos de experiência como técnico no Futebol Árabe - times dos Emirados Árabes Unidos, Omã e outros. Tendo vasta atuação no Futebol Internacional, comandou as seleções principais da Jamaica, Trinidade e Tobago e Tanzânia.

Contratado até o fim de 2016, Clóvis de Oliveira, que terá Chico Santos como Auxiliar Técnico e Anderson Gomes como Preparador Físico, se reencontrará com a torcida americana no domingo, às 16h, quando o América vai encarar o Resende. O embate, que vale pela quinta rodada da Taça Rio, acontecerá em Mesquita, no Estádio Giulite Coutinho.