LANCE!
22/06/2016
11:38
Rio de Janeiro (RJ)


Nesta quarta-feira se comemora 30 anos do gol batizado como "La Mano de Dios", anotado por Maradona na vitória de 2 a 1 sobre a Inglaterra pelas quartas de final da Copa do Mundo de 1986, disputada no México. O lance na capital mexicana entrou para a história como um dos mais importantes do século passado e vem à tona sempre que algo traz essa lembrança para o imaginário dos amantes do futebol. Haja vista o gol peruano anotado na semana passada e que culminou na eliminação do Brasil na Copa América e consequente demissão de Dunga.

Naquela Copa do Mundo a Argentina teve uma primeira fase relativamente tranquila. Estreou vencendo a Coréia do Sul por 3 a 1. Em seguida empatou por 1 a 1 o clássico contra a Itália, no jogo que marcou o primeiro gol de Maradona no torneio. Depois, um triunfo por 2 a 0 sobre a Bulgária garantiu a classificação em primeiro lugar no grupo. Nas oitavas de final, no choque sul-americano, os argentinos bateram o Uruguai por 1 a 0.

O jogo mais lembrado foi mesmo contra a Inglaterra, que tinha em Lineker, que se tornou artilheiro do torneio, sua figura mais expressiva. Maradona fez os dois gols argentinos, sendo o segundo o Gol do Século. Antes disso, porém, após se livrar de três marcadores, aos seis minutos do segundo tempo, ele tentou a tabela com Valdano, mas Hodge fez o corte com um balão. A bola ganhou altura, mas foi para trás. Dieguito dividiu no alto com o goleiro inglês Peter Shilton que, no auge dos seus 1,83m, parecia um gigante perto do craque argentino, de 1,65m. Mas Diego ganhou a bola, com "La Mano de Dios", e abriu caminho para a classificação. Os ingleses choram até hoje. No mesmo jogo Maradona ainda anotaria o gol de placa do torneio, passando por quase todo o time inglês e o goleiro antes de rolar para o fundo da rede.

Nas semifinais a Argentina eliminou a Bélgica com 2 a 0 e dois gols de Maradona, que passaria em branco na decisão: 3 a 2 sobre a Alemanha. O título era a coroação de um dos maiores jogadores de todos os tempos.

Maradona ainda seria vice na Copa do Mundo de 1990, quando a Argentina perdeu a final para a própria Alemanha por 1 a 0. Em 1994 o astro teria a sua participação no Mundial dos Estados Unidos interrompida por conta do doping. A Argentina cairia diante da Romênia nas oitavas.