Marcio Monteiro
13/10/2016
13:18
São Paulo (SP)

O zagueiro Breno completa nesta quinta-feira 27 anos. A idade ainda é pouca para quem já passou por tanta coisa na vida. De revelação do futebol brasileiro em 2007, passando por uma série de lesões, até o incêndio provocado por ele mesmo em sua casa e a prisão na Alemanha.

Jogador de classe, precisão e de extrema categoria, Breno surgiu no São Paulo com apenas 17 anos e foi peça fundamental na zaga de Muricy Ramalho no São Paulo campeão brasileiro de 2007. As atuações do jovem craque renderam a compra do atleta pelo Bayern de Munique, por 12 milhões de euros em 2008.

Porém, a adaptação na Alemanha não foi fácil. Primeiro, o técnico holandês Louis van Gaal, famoso por não se dar tão bem com brasileiros, não morria de amores pelo jogador, que não conseguia se firmar como titular. Assim, Breno foi emprestado ao Nuremberg para ganhar experiência.

No novo time, começou bem, mas logo começou a conviver com as lesões, que o perseguiriam por toda a promissora carreira. De volta ao Bayern em 2010, Breno começou seu drama. O jogador não aguentava mais as cirugias e começou a beber exageradamente.

Foi então que no final de 2011, após uma noite de intensa bebedeira e loucura, Breno ateou fogo em sua própria casa na Alemanha. No ano seguinte, foi condenado a três anos e nove meses de prisão.

Foram meses difíceis para o ainda jovem atleta de 23 anos, que contou sempre com o apoio de sua esposa Renata. Em 2013, a vida deu uma nova chance para Breno, que começou a trabalhar na base do Bayern de Munique, cumprindo regime semi-aberto. E no final de 2014, mais uma boa notícia, sua pena foi reduzida e ele poderia ficar em liberdade condicional.

O São Paulo resolver apostar no zagueiro e assinou contrato com Breno em dezembro de 2014. Ele voltou a jogar em 2015, com boas atuações, inclusive em nova função, agora como volante. Mas a velha rotina de lesões continuou a perseguir o beque.

Em maio deste ano, Breno não aguentou a sequência de jogos, já que passou alguns anos sem atuar por estar preso, e foi submetido a nova cirurgia no joelho. O zagueiro ainda se recupera no São Paulo para voltar a jogar.